Abraço
14
1672
Termos de utilização

"Declaro que autorizo a gestão informática dos meus dados pessoais, sob a responsabilidade do Banco Credibom, S.A., pessoa colectiva nº 503 533 726, com sede na Avenida Norton de Matos, 71 - 3º, 1495-148 Algés, para efeitos de processamento deste Passatempo, apuramento do vencedor e entrega dos prémios, bem como para eventual promoção de produtos ou serviços e de execução de acções de marketing directo, através de meios telefónicos, escritos, mailing ou electrónicos, nomeadamente Email, SMS ou MMS. Declaro, por minha honra, que os dados por mim prestados são verdadeiros e correctos. Informamos que poderá aceder à informação que lhe diga respeito e solicitar junto do Banco Credibom, S.A., a sua correcção, aditamento ou eliminação."

fechar
As votações já terminaram. Obrigado.

fechar
Abraço
Abraço
Lisboa
geral@abraco.pt

ABRAÇO, uma associação privada sem lucrativos, presta apoio a pessoas com VIH e desenvolve acções de prevenção para a redução do vírus, dirigidos a todos quanto se encontram em risco de novas infecções. Foi fundada em Junho de 1992 como instituição privada de solidariedade social (IPSS), segundo a legislação portuguesa, e goza do estatuto internacional de Organização Não Governamental (ONG).

ABRAÇO partiu de um trabalho desenvolvido por um grupo de voluntários que apoiava as pessoas com VIH/SIDA, no Hospital Egas Moniz, em Lisboa. Este grupo formou-se, em Dezembro de 1991, com o propósito de promover e melhorar as condições hospitalares e apoiar, tanto a nível psicológico como a nível social e material, pessoas infectadas pelo VIH e suas famílias.

Actualmente, a ABRAÇO desenvolve seguintes áreas de intervenção social:

- INFORMAÇÃO – pessoal e directa, presencial ou não, organizando encontros presenciais, prestando informação com a linha telefónica, respondendo a questões via Internet, desenvolvendo Boletim de distribuição gratuita, actualizando a informação existente no site, folhetos e livros e incentivando a área da investigação científica com o desenvolvimento do Centro de Documentação.

- FORMAÇÃO – interna (voluntários ou colaboradores remunerados) e externa (professores, trabalhadores sociais, pessoal penitenciário, etc., de cariz técnico-profissional). De igual modo, prestamos formação nesta área às empresas.

- APOIO DIRECTO AO UTENTE PESSOAL – através de apoio e encaminhamento médico diversificado, social, jurídico ou financeiro, de forma pessoal ou através de grupos de auto-ajuda, tanto na sede e delegações da associação, como nos hospitais em que estamos presentes. Desenvolvemos serviços de Apoio Domiciliário, para seropositivos, nas regiões do Grande Porto e da Grande Lisboa.

- APOIO A MENORES – apoio social, educativo e económico para filhos de seropositivos, na Madeira. Serviços de Apoio Domiciliário, para seropositivos, em Gaia (na área do grande Porto) e em Lisboa (cobrindo a área de Lisboa, Oeiras, Cascais, Almada, Odivelas e Loures).

- APOIO TÉCNICO ESPECIALIZADO – nas diversas áreas de intervenção para as quais somos chamados a actuar, em defesa das pessoas afectadas e dos seus direitos legais.

- APOIO HOSPITALAR – contribuição nas áreas de investigação e apoio financeiro directo prestado a projectos e trabalhos de renovação, fornecimento de material e equipamento, social e informático. Apoio técnico e financeiro à formação do pessoal médico e paramédico.

- PREVENÇÃO – campanhas de informação, que visam o conjunto da população. Organização e participação em seminários nas escolas, organizações profissionais, estabelecimentos prisionais e autarquias.

De igual modo, a ABRAÇO está presente nas acções que visam a defesa de direitos humanos através de questões legais, sociais e médicas que afectem a vida e qualidade de vida pela via deontologia, ética social, minorias, discriminações, disponibilização e acesso aos tratamentos.

Projectos na REGIÃO AUTÓNOMA DA MADEIRA:

 

ABC - SER CRIANÇA:Visa apoiar crianças afectadas pelo VIH/SIDA, em risco de exclusão social, na Região Autónoma da Madeira. Actualmente, presta apoio a cerca de 54 menores sendo que o apoio está ainda direccionado para cerca de 24 famílias. De igual modo, possui um refeitório que serve, diariamente, aproximadamente 45 refeições a pessoas desprovidas de apoio social e recursos financeiros.

14